Carboidratos + Proteínas para recuperação muscular - parte 2

  • 8 April 2015
  • Leticia Azen

Ainda pensando no tema REPOSIÇÃO COM CARBOIDRATOS + PROTEÍNAS PARA RECUPERAÇÃO MUSCULAR resolvi elaborar uma tabela comparativa para analisar as principais diferenças existentes entre os produtos lideres de mercado… Com isso, revolvi fazer alguns alertas os quais se aplicam de uma forma mais ampla:

1 - muitos produtos apresentam preço "mais em conta", mas apresentam diferenças significativas quanto ao tamanho da embalagem, portanto para saber qual investimento vale a pena, é importante calcular qual seria o valor para um mesmo volume;

2 - ao descobrir qual o mais barato procure avaliar a qualidade dos ingredientes, confiabilidade da marca e se a matéria prima te interessa. Ex. notem na tabela abaixo (conteúdo verdadeiro, mas sem desejar destacar os respectivos nomes comerciais) que os três produtos apresentados fornecem quantidades bastantes semelhantes de carboidratos e proteínas, as nem todas as fontes são idênticas. Pode ser que vc não julgue interessante a presença do waxy maize para a máxima recuperação das reservas energéticas, após ter executado treino longo e exaustivo de endurance (leia um pouco mais sobre este tema no post publicado em 14/06) ou talvez também não te interesse utilizar a proteína do trigo ou a caseína após estes mesmos treinos (leia um pouco mais sobre este tema no post publicado em 03/06) …;

3 - o "produto Z" pode ser inicialmente considerado mais "fraco" do que os demais por conter menos carboidratos e proteínas por dose, mas notem que a dose sugerida por seu fabricantes é menor. Entretanto, quando convertemos todas das doses para uma unidade padrão (escolhi 100g) eles ficam bem semelhantes. Mas imaginem se você recebeu orientação para usar o "produto y", mas chegou na loja e o vendedor de vende o "produto z"? Qual o problema? Menos mal se vc comunicar o fato ao seu Nutricionista, caso contrário, se ele, por exemplo, te prescreveu 3 medidas do "produto y" e vc não atentou para as diferenças no tamanho do dosador poderia correr o ricos de utilizar 3 medidas do "produto z" (teria 90g ao invés de 75g);

4 - e os outros ingredientes como, por exemplo, o sódio? Eles não devem ser analisados? Claro que sim! Muitas vezes também pode ser estratégico realizar esta reposição, portanto as diferentes concentrações existentes entre os produtos poderão "pesar" na sua decisão,..;

Conclusão, não tente desvendar tantos "mistérios" que podem estar embutidos nos rótulos dos produtos expostos nas lojas ou na internet. Siga rigorosamente a orientação do seu Nutricionista Esportivo, ok?