TEACRINA: VOCÊ JÁ OUVIU FALAR NELA?

  • 9 September 2017
  • admin

Muitas pessoas se sentem estimuladas a usar termogênicos que possam ajudar na melhora do desempenho ou potencializar a perda de gordura. Uma das substâncias mais seguras e liberadas que dispomos há muito tempo é a Cafeína. Entretanto, mesmo sendo considerada segura, pode causar dependência, gerar efeitos adversos em algumas pessoas mais sensíveis ou mesmo não “funcionar” para outras... Sendo assim, alternativas têm sido sugeridas como a Teacrina. Se vocês forem realizar uma busca irão encontrar na internet os seguintes benefícios propostos da Teacrina:
• melhora a performance física e mental; 
• não é estimulante; 
• reduz a ansiedade;
• não altera a frequência cardíaca; 
• não altera a pressão arterial; 
• contribui para manter o foco; 
• não causa tolerância. 

Com base nestas alegações, quem não gostaria de experimentar? Há algumas semanas pedi para que alguns depoimentos fossem registrados por aqui no meu Instagran (@leticiaazen) e recebi mais retornos entusiasmados de pessoas em uso da Teacrina do que comentários contrários. Ai fui estudar e o resultado da minha busca está aqui atualizado considerando estudos com humanos.

Encontrei um único artigo (Ziegenfuss et al., 2016) demonstrando possíveis efeitos benéficos da Teacrina quando administrada em doses que variaram de 200 ou 400mg. Mas quem tiver interesse em lê-lo na íntegra irá observar um número bem pequeno de sujeitos na amostra e que o fator de impacto da revista é bem baixo. Já o estudo de Taylor et al. (2016) sugeriu que a Teacrina (até 300mg, usada por 8 semanas) pode ser considerada segura e não causar tolerância, mas que ainda faltariam dados suficientes para considera-la um estimulante, ao contrário da Cafeína que já foi amplamente estudada.

Finalizo com mais uma reflexão: apesar da Cafeína e a Teacrina apresentarem estruturas moleculares semelhantes é possível que, uma vez ingeridas simultaneamente, não haja interferência adversa nos efeitos ergogênicos de ambas, muito pelo contrário. Talvez seja possível observar-se benefícios adicionais em comparação ao uso isolado das mesmas. Sendo assim, seria justa esta comparação? 

Não sei quanto a vocês, mas eu ainda sinto que preciso estudar muito mais antes de ampliar a prescrição da Teacrina. Quanto à Cafeína também continuo sugerindo apenas em casos específicos procurando refletir sobre os eventuais benefícios e efeitos adversos desta escolha.

Sempre há que se pensar em tentar estar estimulado e focado, por exemplo, de forma menos associada a recursos adicionais, salvo quando não conseguimos apenas por meio de ajustes na alimentação, melhora da qualidade do sono,.. ou quando precisamos potencializar respostas ao máximo, quando em acompanhamento de atletas, por exemplo.

Procure seu Nutricionista antes de iniciar o uso de qualquer Recurso Ergogênico! Bons treinos e até a próxima! ;)