QUANTO DE PROTEÍNA UTILIZAR APÓS OS TREINOS?

  • 23 November 2016
  • admin

Não sei se todos aqui têm o hábito de analisar rótulos de suplementos protéicos, mas o fato é que a briga é bem antiga quando o assunto refere-se ao total de proteína por dose.

Lembro bem que quando comecei a trabalhar com Nutrição Esportiva esta era uma das minhas maiores dúvidas. Notava que a cada lançamento a quantidade de proteína aumentava... Começava com 18g indo até 50g ou mais! Mas quais eram as quantidades ideais de proteína para melhor estimular o ganho de massa muscular?

Passados mais de 10 anos, o assunto tem merecido destaque em debates a respeito do tema "Nutrição para hipertrofia muscular".

Resumidamente, para que vocês não percam interesse nas minhas aulas rsrsrs, em geral, considera-se 20g uma quantidade suficiente, especialmente após o treino de força. Entretanto, alguns aspectos deverão ser analisados para que venhamos a pensar em quantidades diferenciadas:

a) - de acordo com a quantidade de Leucina inerente à proteína escolhida, quantidades superiores poderão/deverão ser administradas (isto acontece especialmente quando opta-se por proteínas vegetais);

b) - em dietas para redução do percentual de gordura, muitos profissionais optam por aumentar ligeiramente a oferta protéica visando corrigir o déficit energético oriundo de uma menor oferta de carboidratos;

c) - sujeitos com volume muscular maior poderão beneficiar-se de quantidades superiores e/ou mais doses por dia...

Este é um assunto que ainda gera a necessidade de muito mais estudos, visto que eu mesma ainda me vejo enfrentando alguns desafios quanto ao aumento da oferta de proteína em pequenos lanches. Isto porque não basta calcular adequadamente a quantidade de proteína que deverá ser consumida após os treinos. É fundamental que ela também seja adequadamente distribuída ao longo do dia, para que possamos garantir um balanço protéico adequado.

A indústria evolui muito em opções de produtos ou suplementos ricos em proteína, mas não consigo achar que esta seria a solução principal. Em planos alimentares individualizados o desafio para o Nutricionista é não ofertar apenas proteína na forma de suplementos ou produtos industrializados, frente à falta de tempo relatada pela maioria.

E vc sabe se está consumindo quantidades suficientes de proteína? Se acha que sim, já parou para pensar na importância do fracionamento? 

Não arrisque! Procure um Nutricionista para que ele te ajude a otimizar os resultados do seu treino.

Até a próxima! ;)